INRI CRISTO fala sobre o porvir da humanidade

0
18

INRI CRISTO anuncia o fim deste mundo caótico e o porvir de uma nova era de paz

Assim falou INRI CRISTO:

“Os homens, fazendo mau uso do livre-arbítrio, construíram armas destrutivas, violaram as sagradas leis de DEUS e esqueceram-se também dos santos mandamentos. Semearam, desta forma, através de atos e pensamentos, catástrofes e terremotos que, acompanhados da hecatombe nuclear, culminarão com o fim deste mundo caótico. Menos de um milhão de pessoas restarão vivas na terra e a maioria será constituída de mutilados que suplicarão a morte, e esta em princípio não lhes ouvirá.

DEUS, nosso PAI, único ser incriado, único eterno, único ser digno de adoração e veneração, será glorificado durante os próximos mil anos. Não haverá um só ser humano na terra que desconheça sua onipotência, onisciência e onipresença. Todos se submeterão a um processo de justaposição espiritual e permanecerão fieis a Ele, cumprindo-se o que eu disse há milênios: ‘Chegará o dia em que haverá um só rebanho e um só pastor’ (João c.10 v.16).

Os eleitos e seus descendentes não quererão disputas políticas, territoriais nem religiosas. Todos caminharão juntos com o pensamento voltado para um só ideal. A fraternidade existirá efetivamente entre os homens, que, despidos da hipocrisia, ódio, maldade, egoísmo e da chantagem emocional estarão empenhados em cumprir os santos mandamentos.

As prisões serão transformadas em escolas, porque no futuro os terráqueos purificados no sofrimento evoluirão e a delinquência será controlada.

A medicina transcenderá e encontrará a cura dos males que atormentam o corpo no espírito, porque após muito sofrimento e erro, a humanidade se conscientizará que todas as fraquezas e todas as enfermidades físicas têm sempre início na enfermidade da alma.

O sexo será exercitado como um rito de veneração a DEUS. O homem, desnudo dos instintos bestiais, quase consciente dos mistérios da procriação, unir-se-á à mulher sob a luz da espiritualidade, reconhecendo sua origem divina.

O dinheiro será utilizado unicamente como um elo sagrado que facilitará o relacionamento humano. A humanidade voltará à vida simples e livre, em comunhão íntima e perene com a natureza, e preferirá o manjar simples e natural dos frutos e vegetais.

A profissão mais nobre durante os próximos mil anos será a agricultura. O homem buscará na mãe terra o pão místico para o banquete divino com a mesma inocência que as crianças buscam no seio materno o leite vital que lhes faculta o crescimento e a sobrevivência, ante o olhar dúlcido e aprovador de nosso PAI”.

DEIXAR UMA RESPOSTA

um × quatro =