Estudo identifica detalhes do corpo do homem do Santo Sudário

0
21

Estudos científicos sobre o Santo Sudário ajudou a descrever quem era o homem do sudário: cerca de 1,80m de altura, forte, acostumado a longas caminhadas, idade estimada: 37 anos.

Os estudos científicos sobre o Santo Sudário – um dos maiores símbolos do cristianismo – são o tema de uma exposição em São Paulo.

Parece uma flor. Dessas delicadas que o vento sopra as pétalas para longe. Mas é a imagem do único glóbulo vermelho encontrado no pano do sudário. Analisado, revelou que pertenceu a um homem com sangue tipo AB.

O Santo Sudário é uma relíquia para os cristãos e um dos objetos mais estudados pela ciência.

Um estudo, feito com uma técnica de relevo fotográfico, identificou estruturas internas do corpo do homem do sudário. Como se fosse um raio-x gravado no lençol, identificando as mãos do homem e o rosto. Um outro estudo, feito pela Nasa, nos anos 70, feito com analisador de imagens usado para reconstruir o relevo dos planetas revelou o homem do sudário tridimensional.

O Santo Sudário foi analisado por cientistas do mundo todo das mais diferentes áreas. Isso ajudou a descrever quem era o homem do sudário.

Cerca de 1,80 m de altura, forte, acostumado a longas caminhadas, idade estimada: 37 anos.

“O homem do sudário é Jesus Cristo”, afirma o curador da exposição Alexandre Paciolli.

O sudário percorreu um longo caminho nos últimos dois milênios. Saiu de Jerusalém, ficou escondido na Turquia durante três séculos, atravessou o Mar Mediterrâneo, ate chegar em Turim, na Itália, no século XIV, onde está ate hoje.

A partir do século VI, quando o Santo Sudário foi redescoberto, a imagem de Jesus passou a ser reproduzida baseada no rosto do homem do sudário.

“O sudário ele apresenta essa fidelidade científica e nos leva também a muita curiosidade e também a um enriquecimento cultural. A pessoa que entra aqui sai com mais cultura”, explica o curador da exposição Alexandre Paciolli.

Fonte: G1 – Jornal Nacional

DEIXAR UMA RESPOSTA

três × dois =